Querer ser alguma coisa sem Jesus não passa de orgulho e engano - Altair Fonseca
Olhe para Jesus
Inspirações e conselhos

Querer ser alguma coisa sem Jesus não passa de orgulho e engano

Querer ser alguma coisa sem Jesus não passa de orgulho e engano, já que o o Senhor é o autor e fonte de todo o bem. A única coisa que podemos fazer sem Deus, por nossa livre escolha, é pecar e cair no erro cometendo enganos que destroem nossa vida. Qualquer pessoa que pensa ou diz ter feito qualquer coisa boa somente pelos seus esforços, negando-se a reconhecer a ação da graça de Deus, não passa de alguém soberbo que tenta roubar a glória de Deus.

Veja também:

Sem Jesus, nada podemos fazer

Precisamos entender que o orgulho é o pecado que mais nos afasta de Deus. Foi pelo orgulho, por querer se elevar, que Lúcifer, um anjo, foi precipitado nas profundezas do Inferno. Como não perceber que o mundo atual, cheio de pompa, holofotes e arrogância desagrada ao Criador, que ama a humildade.

Foi pela humildade que a Virgem Maria achou graça diante do Senhor, e o próprio Deus quando se fez carne e esteve entre nós quis se humilhar para nos ensinar a humildade. Este Deus que tudo pode é o caminho, a verdade e a vida. Por isso, nada do que fazemos pode estar fora de Cristo.

Por Cristo com Cristo em Cristo
Por Cristo, com Cristo, em Cristo

Sejamos humildes

Para a nossa meditação, a seguir compartilho um trecho do excelente livro Humildade de Coração, do Padre Gaetano Maria da Bergamo:

E cada um de nós diga com o humilde São Paulo: “Pela graça de Deus sou o que sou”. Se sou rico, nobre, saudável ou possuo quaisquer outros dons, tudo vem de Deus que me fez assim, não por causa de meus próprios méritos, mas somente por Sua própria misericórdia e bondade. Quer eu me abstenha do mal, quer faço o bem, devo tudo não ao meu próprio mérito, mas à graça de Deus que me ajuda com a sua misericórdia; “Pela graça de Deus sou o que sou”. E quem atribui o que é ou o que tem aos seus próprios méritos é culpado de orgulho e se apropria do que deve dar à misericórdia e graça de Deus. Portanto, a Santa Igreja sabiamente termina suas orações com estar palavras: “Por Jesus Cristo Nosso Senhor” etc. E com isso protestamos à Divina Majestade que pedimos os dons mencionados nessas orações pelos méritos de Jesus Cristo, e que, se nossas orações são ouvidas, será somente pelos méritos de Jesus Cristo.

Portanto, pensemos sobre o que temos feito com os dons que Deus nos deu e como temos ofertado a nossa vida. E em tudo o que fizermos, sempre pensemos no Senhor e peçamos: Jesus manso e humilde de coração, fazei o nosso coração semelhante ao vosso.

Autor

Filho muito amado de Deus, Católico Apostólico Romano, amante de quadrinhos e livros, Altair Fonseca busca neste espaço partilhar conteúdos que nos ajudam na caminhada para o Céu. Formado em Publicidade e Propaganda, trabalha em assessoria de comunicação, além de ser ilustrador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.