Você acha que não tem pecados? Vamos meditar sobre nossas culpas - Altair Fonseca
Para quem acha que não comete pecados
Conhecimento da Igreja Católica

Você acha que não tem pecados? Vamos meditar sobre nossas culpas

Num mundo onde parece que tudo é permitido e incentivado, as virtudes foram deixadas de lado. Dessa forma, vivemos uma grande confusão e parece que o pecado está na moda e viver fazendo o bem é um crime. Se você acha que não tem pecados, está sendo vítima das armadilhas do inimigo. Aliás, o que o anticristo quer é que você pense que não faz nada de errado, continue no erro e caia na condenação eterna. Você e eu não podemos arriscar a nossa salvação por causa de coisas tão vazias e é sobre isso que vamos meditar agora.

Você acha que não tem pecados?

O Professor Felipe Aquino, em uma bela síntese do pecado, nos ensina como e por qual motivo todos nós já nascemos pecadores:

“O documento mais explícito a este propósito é o texto de São Paulo em Rm 5,12: o Apóstolo afirma que, por obra de um homem (o primeiro Adão), o pecado (o Pecado personificado, o Pecado enquanto é um estado que afeta o gênero humano inteiro) entrou no mundo. Como sanção do pecado, entrou a morte, a qual também é universal, acometendo a todos indistintamente, e diz São Paulo: ‘todos pecaram'(Rm 3,23). Ora, já que todos morrem, mas nem todos cometem pecado pessoal (tenham-se em vista as criancinhas), a razão pela qual lhes é imposta tal sanção há de ser o pecado de Adão transmitido a seus descendentes juntamente com a natureza humana.

O Apóstolo reafirma seu pensamento no v. 19: ‘Como pela desobediência de um só homem (Adão), a multidão (do gênero humano) foi constituída pecadora, assim pela obediência de um só (Cristo) a multidão será justificada’.

A ideia de um pecado impregnado na natureza humana desde que esta seja concebida no seio materno, decorre outrossim de Ef 2,3: ‘Por natureza éramos filhos da ira'”.

Para aprofundar-se neste tema, veja este artigo do Professor Felipe Aquino: Como se explica que a culpa original passe para todo homem?

Sou pecador! Mas e agora, estou condenado?

Ao perceber o tamanho de nossa miséria podemos cair no desespero e achar que não temos mais jeito. Mas o Deus que tanto nos ama entregou a vida de seu filho Jesus por nós, para a remissão de nossos pecados. Em seus desígnios impenetráveis, o Senhor nos concede essa graça que pode ser acessada por uma fé firme e perseverante. São Paulo resume isso em Rm 3:

Somos salvos por Jesus Cristo
Somos salvos por Jesus Cristo

Então é só ter fé e serei salvo?

Não! Pensar que só a fé basta para a salvação é uma heresia defendida por Martinho Lutero e não queremos cair nos mesmos erros, correto? São Tiago nos diz que “a fé sem obras é morta”, e uma fé verdadeira se traduz em obras que são vistas nos seus frutos. Os frutos de quem tem uma fé firme em Cristo Jesus são o amor a Deus sobre todas as coisas, o amor ao próximo, um testemunho de vida fiel e a fuga do pecado.

Sabendo de nossa fraqueza, o próprio senhor nos deu um itinerário de santidade para seguir nos 10 mandamentos. Não sabe se o que você fez é pecado ou não? Consulte os 10 mandamentos e veja a interpretação da Igreja Católica sobre cada um deles. Você pode fazer isso neste artigo: Quais são os 10 mandamentos? O mundo precisa voltar a vivê-los.

Sei que pequei e quero mudar. O que faço?

Se agora você já não é uma pessoa que acha que não tem pecados, o caminho é pedir sempre a graça de Deus para não cair. Como somos humanos, manchados pela culpa original, acabamos pecando e nessa hora precisamos buscar a misericórdia do Senhor. Essa misericórdia se manifesta abundantemente no sacramento da Confissão, onde nossos pecados são perdoados. Aliás, tenha certeza de que esse sacramento cura a pessoa de dentro para fora, ou seja, a partir de um coração restaurado e em paz com Deus, toda a vida muda para melhor.

Para saber mais sobre este tema, acesse: Você sabe confessar os seus pecados da maneira correta? Uma boa confissão cura e traz paz.

A importância da oração

Sempre pecamos, mas para não permanecermos no erro e evitarmos que aconteça algo pior, precisamos constantemente estar em oração e pedir o auxílio do Senhor. Só Deus é capaz de nos amparar, livrar do mau e nos aproximar de tudo o que é bom e virtuoso. Portanto, se você não quer que suas quedas causem danos permanentes que te levem à condenação, a solução está na vida de oração.

Aliás, ao explicar o trecho final da oração do Pai-Nosso, no Tratado sobre a Oração do Senhor, São Cipriano resume bem essa realidade.

Do Tratado sobre a Oração do Senhor, de São Cipriano,
Do Tratado sobre a Oração do Senhor, de São Cipriano

O mesmo santo nos fala sobre o perdão prometido pelo Pai aos que se arrependem e O buscam com o coração contrito. A cada dia, precisamos ter esse contato com a nossa miséria mas também com a infinita misericórdia do Senhor.

O Senhor é fiel e perdoa nossas culpas
O Senhor é fiel e perdoa nossas culpas

Ainda acha que não tem pecados?

Se você ainda acha que não tem pecados, peça a Deus a graça da contrição diante de tudo o que você já viveu. Ofereça a Ele o seu coração como está nesse momento e deixa o Senhor realizar uma obra nova. Quando paramos de lutar pelo nosso ego, pelo nosso orgulho, querendo defender nossa opinião como a única verdade, abrimos o coração para a ação do Espírito Santo. É este Espírito Santo que nos convence da verdade e nos leva a uma vida revigorada, que ganha ânimo e sentido em Deus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *