Conselhos de Santo Afonso Maria de Ligório para viver sempre bem - Altair Fonseca
Santo Afonso Maria de Ligório
Conhecimento da Igreja Católica

Conselhos de Santo Afonso Maria de Ligório para viver sempre bem

Nossa vida só vai ter sentido se direcionarmos todos os nossos afetos a Deus, pois fomos criados por Ele e para Ele. Santo Afonso Maria de Ligório e todos os outros santos da Igreja sabiam disso, e com eles podemos aprender a desejar e alcançar essa graça. Afinal, de que vale ganhar o mundo se perdemos a nossa alma e a vida eterna no Paraíso?

Veja também:

Sobre Santo Afonso Maria de Ligório

Afonso de Ligório nasceu no dia 27 de setembro de 1696, no povoado de Marianela, em Nápoles, na Itália. Filho de pais católicos, ricos e nobres, que, ao perceberem sua inteligência acima da média, deram-lhe todas as condições e todo o suporte para tornar-se uma pessoa brilhante. Enquanto seu pai o preparava nos estudos acadêmicos e científicos, sua mãe preocupava-se em educá-lo nos caminhos da fé e do cristianismo. Afonso cresceu um cristão fervoroso, músico, poeta, escritor e, com apenas dezesseis anos de idade, doutorou-se em direito civil e eclesiástico.

Sem abandonar sua intensa vida espiritual, foi um brilhante advogado conhecido no meio jurídico em toda a Itália. Porém, ao perder uma causa de grande repercussão, sentiu um grande abalo moral e meditou ainda mais profundamente sobre os valores das honras humanas. Essa meditação o levou a tomar a decisão de seguir a vida religiosa.

A função do bom sacerdote
A função do bom sacerdote

Desde então, colocou todos os seus talentos a serviço de Deus, com uma oratória inspirada que atingia em cheio os corações. Aos que lhe perguntavam qual era o seu lema, dizia: “Deus me enviou para evangelizar os pobres”. Para viver plenamente o seu lema, em 1732, fundou a Congregação do Santíssimo Redentor, ou dos Padres Redentoristas, destinada, exclusivamente, à pregação aos pobres, nos lugares mais abandonados.

Em 1762, obedecendo à indicação do papa, aceitou ser o bispo da diocese de Santa Águeda dos Godos, na qual permaneceu durante treze anos. Sofrendo de artrite degenerativa deformante, já paralítico e quase cego, retirou-se ao seu convento, onde completou sua extensa e importantíssima obra literária, composta de cento e vinte livros e tratados. Entre os mais célebres estão: “Teologia moral”, “Glórias de Maria”, “Visitas ao SS. Sacramento”, “Prática do Amor a Jesus Cristo”, além do “Tratado sobre a oração”.

Depois de doze anos de muito sofrimento físico, Afonso Maria de Ligório morreu aos noventa e um anos, no dia 1º de agosto de 1787, em Nocera dei Pagani, Salerno, Itália. Canonizado em 1839, foi declarado doutor da Igreja em 1871. O papa Pio XII proclamou santo Afonso Maria de Ligório Padroeiro dos Confessores e dos Teólogos de Teologia Moral em 1950.

Deixemos as honras e busquemos a Deus

Existem práticas de vida que nos levam a ter uma existência cheia de sentido, baseada na proximidade com Deus e com as realidades celestes. Não podemos mais viver mendigando migalhas de prazeres e honras nessa terra. Afinal, tudo o que nos acontece aqui é passageiro, mas a salvação ou a condenação são eternas. É preciso fazer a escolha e renovar nossa opção por Deus a cada dia e contar com o auxílio do Espírito Santo para nos mantermos sempre fiéis ao propósito divino para nós.

Nessa caminhada, ajuda muito ter contato com alguns escritos espirituais de Santo Afonso Maria de Ligório e no vídeo a seguir vamos meditar com ele. Se gostar do conteúdo, inscreva-se no meu Canal no Youtube.

Conselhos de um santo para viver sempre bem

Dica de leitura: Prática do Amor a Jesus Cristo, de Santo Afonso Maria de Ligório

O trecho meditado no vídeo acima faz parte deste excelente livro, que traz muitas verdades para meditarmos. Que essa meditação nos leve a uma intensa oração de entrega dos nossos afetos a Deus.

Prática do Amor a Jesus Cristo, de Santo Afonso Maria de Ligório
Prática do Amor a Jesus Cristo, de Santo Afonso Maria de Ligório

Ao ler este livro, meu coração foi tocado e permaneci em oração pedindo a Deus que me ensinasse a lhe amar mais. Os escritos de Santo Afonso Maria de Ligório nos mostram como o nosso amor é deficiente e manchado pelo orgulho e o pecado. Sem a graça de Deus, não podemos rezar como deveríamos e não podemos amar, mesmo que minimamente, o nosso Senhor.

Jesus Cristo é médico e remédio

Jesus Cristo cura nossas almas de toda a enfermidade do pecado e purifica nossas manchas e impurezas. Sendo assim, a atitude mais sensata que podemos ter quando nos sentimos fracos é aproximarmo-nos do Senhor com toda a confiança. Afinal, quem estando doente se nega ao tratamento está abrindo mão da própria saúde.

Jesus Cristo é médico e remédio
Jesus Cristo é médico e remédio

Que essas meditações possam nos levar a ter um amor cada vez maior e mais sincero pode Jesus Cristo que é todo amor. E eu sempre repito aqui (e Santo Afonso Maria de Ligório falava muito sobre isso). Tudo o que precisarmos e for necessário para a nossa salvação, se pedirmos com fé a Jesus, nos será concedido. Lembrando que também podemos contar com a poderosa intercessão da Virgem Maria Santíssima, dos Santos e dos Anjos.

Comments

9 de agosto de 2021 at 20:31

grande e também excelente blog. Na verdade, eu gostaria de graças,
por nos fornecer informações muito melhores.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *