É preciso desmascarar uma conversa fiada dentro da Igreja - Altair Fonseca
Desmascarando uma conversa fiada
Conhecimento da Igreja Católica / Vídeos

É preciso desmascarar uma conversa fiada dentro da Igreja

Existe uma conversa fiada que tem sido muito espalhada dentro da Igreja, principalmente em alguns cursos de teologia para catequistas, círculos bíblicos e algumas pastorais. Trata-se de uma abordagem que descaracteriza a mensagem principal de Jesus Cristo e esvazia o lado sobrenatural da fé. Será que você já teve contato com esse tipo de estudo?

Veja também:

Você acredita em milagres?

Em primeiro lugar, para qualquer estudo verdadeiramente católico das Sagradas Escrituras, é preciso submeter toda a revelação à luz da fé. Sem fé, não podemos lidar com o sobrenatural e podemos acabar tentando encaixar o infinito de Deus na pequena caixinha de nosso conhecimento finito. A frase a seguir de Santo Agostinho nos ajuda a entender essa verdade:

Acreditar em milagres
Acreditar em milagres

Podemos achar que os relatos das Sagradas Escrituras são fábulas ou impossíveis de acontecer, mas tratam-se de realidades impossíveis apenas no campo que conhecemos da natureza. Quantas descobertas científicas continuam acontecendo ainda hoje? E depois de algo descoberto, não parece tão óbvio? No campo espiritual, a ciência que precisa de evidências palpáveis ainda está tateando no escuro porque não consegue entender o que é a fé.

Uma conversa fiada dentro da Igreja

O chamado Método Histórico-Crítico está diretamente ligada à leitura científica da Bíblia. O problema deste método é colocar em dúvida tudo o que não conta com evidências formais. Não que nada nunca possa ser discutido, averiguado e confrontado, mas em matéria de fé, é preciso tomar cuidado para não negar a própria revelação divina. Perguntado sobre este método de estudo e sua aplicação, Pe Gabriel Vila Verde deu uma resposta contundente:

TUDO ISSO É CONVERSA FIADA | Pe. Gabriel Vila Verde

O que você acha sobre isso? Na sua paróquia já houve algum desses estudos modernos que descaracteriza o que o Senhor nos transmitiu até aqui? Deixe seu comentário no fim desta página.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.