Clicky

Papa Francisco na volta da JMJ: uma pergunta complicada e uma resposta muito adequada - Altair Fonseca
Uma pergunta complicada e uma resposta muito adequada
Reflexões e Meditações

Papa Francisco na volta da JMJ: uma pergunta complicada e uma resposta muito adequada

Em uma coletiva de imprensa na volta da JMJ Lisboa 2023, Papa Francisco foi muito sábio, simpático e caridoso ao responder uma pergunta difícil. Diante de um mundo que quer invadir a Igreja e adequá-la aos seus caprichos, o pontífice demarcou com sabedoria o terreno onde estão pisando. O solo santo da Igreja está aberto a todos, mas há que se fazer uma caminhada.

Veja também: Você sabia que existe um espaço no seu coração que é só de Deus?

Papa Francisco na volta da JMJ: uma pergunta complicada e uma resposta muito adequada

Emma Elisabeth Hirschbeck, da ARD ROMA, perguntou ao Papa Francisco:

“O Santo Padre em Lisboa disse-nos que na Igreja há lugar para todos, todos, todos. A Igreja está aberta a todos, mas ao mesmo tempo nem todos têm os mesmos direitos, oportunidades, no sentido de que, por exemplo, mulheres e homossexuais não podem receber todos os sacramentos. Santo Padre, como explica esta incoerência entre uma Igreja aberta e uma Igreja que não é igual para todos? Obrigada”.

Papa Francisco respondeu:

“Você me faz uma pergunta sobre dois pontos de vista diferentes. A Igreja é aberta a todos, depois existem leis que regulam a vida dentro da Igreja. Alguém que está dentro está de acordo com a legislação, o que você diz é uma simplificação: “Não pode receber os sacramentos”. Isso não significa que a Igreja seja fechada, cada um encontra Deus pelo próprio caminho dentro da Igreja, e a Igreja é mãe e guia cada um pelo seu caminho. Por isso não gosto de dizer: venham todos, mas tu, este, mas o outro… Todos, cada um na oração, no diálogo interior, no diálogo pastoral, procura uma forma de seguir em frente. Para isso, fazer uma pergunta: por que os homossexuais não… Todos! E o Senhor é claro: doentes. Saudáveis, velhos e jovens, feios e bonitos… bons e maus! Há como um olhar que não entende essa inserção da Igreja como mãe e pensa nela como uma espécie de empresa que para entrar tem que fazer isso, fazer desta forma e não de outra… Outra coisa é a ministerialidade da Igreja, que é o modo para levar em frente o rebanho e uma das coisas importantes é a paciência, na ministerialidade: acompanhar as pessoas passo a passo em seu caminho de amadurecimento. Cada um de nós tem esta experiência: que a Igreja mãe nos acompanhou e nos acompanha no seu próprio caminho de amadurecimento. Não gosto da redução, isso não é eclesial, isso é gnóstico. É como uma heresia gnóstica que está um pouco na moda hoje. Um certo gnosticismo que reduz a realidade eclesial e isso não ajuda. A Igreja é mãe, acolhe todos, e cada um faz o próprio caminho dentro da igreja, sem publicidade, e isso é muito importante. Obrigado pela coragem de fazer esta pergunta. Obrigado”.

Papa Francisco sobre a Igreja aberta a todos
Papa Francisco sobre a Igreja aberta a todos

Devemos sempre amar e obedecer o Papa e rezar pelo vigário de Cristo aqui na terra, já que o cargo envolve muitas batalhas espirituais, erros e acertos. O Papa é infalível em matéria de moral quando sua decisão abrange toda a cristandade, mas pode errar em decisões e opiniões pontuais ou específicas. Dessa forma, amar e obedecer não significa compactuar com eventuais equívocos e silenciar diante de abusos, mas informar-se e orar sempre pela missão do pontífice. Você já rezou pelo Papa Francisco hoje?

Confira aqui a íntegra da coletiva de imprensa do papa Francisco na volta da JMJ Lisboa 2023.

Referências:

Íntegra da coletiva de imprensa do papa Francisco na volta da JMJ Lisboa 2023. Disponível em: <https://www.acidigital.com/noticias/integra-da-coletiva-de-imprensa-do-papa-francisco-na-volta-da-jmj-lisboa-2023-66427>. Acesso em: 8 ago. 2023.

Autor

Filho muito amado de Deus, Católico Apostólico Romano, amante de quadrinhos e livros, Altair Fonseca busca neste espaço partilhar conteúdos que nos ajudam na caminhada para o Céu. Formado em Publicidade e Propaganda, trabalha em assessoria de comunicação, além de ser ilustrador.

Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *